Meu silêncio

Das loucuras todas sem pensar 
Dos caminhos sem volta que escolhi
Sei apenas que ao te encontrar me perdi
Na beleza que contém teu olhar

Daquilo tudo que sequer percebi
Das memórias que ficaram esquecidas 
Estive distraído mas jamais permiti
Que tua imagem, em mim, fosse subtraída

Portanto se quer saber o que sinto ou penso,
Não estranhe o meu silêncio,
Pois é fácil adivinhar

Olhe no espelho e encare esse alguém 
Repare nos olhos que miram sempre além 
Descubra então por quem eu fui me apaixonar...
Mateus Souza